Carga mental é um termo criado para explicar a pressão que as mulheres sofrem por ter que pensar em muitas tarefas ao mesmo tempo, é sentida geralmente por mulheres que trabalham, tem filhos e cuidam da casa.

Desde sempre a tarefa de administrar a casa foi tida como algo feminino, que elas fazem quase que por instinto,  sendo assim, pensar sobre o que tem que ser feito em casa, educação dos filhos fica por conta da mulher. E esse trabalho invisível e pouco valorizado faz com que as cabeças das mulheres não parem de trabalhar enquanto para os homens o tempo livre pode ser realmente considerado um tempo livre.

A marca de produtos  Procter & Gamble realizou uma pesquisa sobre o assunto na Espanha, e 63% das mães afirmaram que todos os dias têm em mente uma lista infinita de afazeres, enquanto apenas 25% de pais experimentam essa sensação. 87% das mães se consideram as principais responsáveis para que tudo flua adequadamente na casa, e 69% reconhecem que seus parceiros colaboram, mas que precisam pedir.

Segundo o estudo, só 24% das mulheres são capazes de se despreocupar da tarefa deixada para os outros, enquanto 72% admitem criticar e fiscalizar a forma como os outros fazem as coisas.

Mas como se livrar dessa carga? O estudo da P&G propõe o exercício, de enxergar a casa como uma empresa onde há diferentes departamentos: limpeza, decoração, filhos, lazer. E delegar um coordenador, que vai se preocupar com tudo relacionado ao departamento e assim, tira o peso das mulheres de ter que se preocupar com tudo.

elacionamento-abusivo-e-psicologia-1024x687


0 comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.