A participação das mulheres no mercado cresceu ao longos do anos, mas segundo um estudo da Organização Internacional do Trabalho (OIT) em 2018 as mulheres ainda são menos propensas a participar do mercado de trabalho do que os homens e têm mais chances de estarem desempregadas na maior parte dos países do mundo.

Listamos 5 coisas sobre as mulheres no mercado de trabalho:

1. As mulheres trabalham três horas a mais por semana que os homens:

Se considerarmos as atividades domésticas e cuidados dos filhos, atividade que elas normalmente são as responsáveis, a carga horária de trabalho feminina é até sete horas a mais por semana do que a masculina.

2. As mulheres ainda são minoria em cargos de liderança:

Segundo o IBGE, o número de mulheres em cargos gerenciais é de apenas 38%. O número é ainda menor nos cargos de presidência, só 8% dos presidentes são mulheres.

3. Elas são mais escolarizadas:

Em 2009, enquanto 61,2% das trabalhadoras tinham o ensino médio completo, para os homens este percentual era de 53,2%. A parcela de mulheres ocupadas com nível superior completo era de 19,6%, também superior ao dos homens (14,2%), segundo o IBGE.

4. Diferença salarial:

Apesar de serem mais escolarizadas, as mulheres ainda ganham menos que os homens, de acordo com a mesma pesquisa. Mas melhorou nos últimos seis anos. Em 2009, enquanto o homem ganhava em média R$ 1.518,31, a mulher ganhava R$ 1.097,93, 72,3% do rendimento recebido pelos homens. Em 2003, esse percentual era de 70,8%.

5. Elas tem mais trabalhos informais:

O total das mulheres no trabalho precário e informal é de 61%, enquanto dos homens é de 54%.

Vamos juntas fortalecer as mulheres?

Marque suas amigas nos comentários!


0 comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.